sábado, 7 de fevereiro de 2009

Retorno à trilha

Peço desculpas a todos que acompanham este blog. Ultimamente alguns acontecimentos me fizeram desviar dessa busca por uma melhor forma de gerir o conhecimento em organizações de desenvolvimento de software.

Retornando à superfície e podendo respirar, volto com fôlego renovado para não apenas discutir, mas construir uma solução que atenda às necessidades aqui expostas.

Além dos ramos de processo citados no tópico anterior, acredito que seja necessário um "algo mais", muito mais ligado à gestão interprojetos e à própria gestão organizacional. Medir e analisar os resultados alcançados em cada projeto deve compor o arcabouço que proponho - como diz um colega que certamente deve ler este post: "Quem não mede, não gerencia".

2 comentários:

Ticiano Monteiro (ticianom@gmail.com) disse...

Bom retorno!. Descobri seu blog a pouco e gostei dos seus textos. Tem verdades interessantes.

Registro o bom alerta no texto "Pavor da Língua Portuguesa". Venho notando este fenômeno na nossa área e também em todas as áreas mais técnicas. Escrever é fundamental!
Siga seu trabalho, vou procurar contribuir com comentários.

Acredito muito em Cultura Organizacional. Acredito que a criação de uma cultura de excelência, uma cultura do certo, uma cultura do correto, uma cultura do justo, uma cultura do compartilhar, uma cultura do ajudar o outro, uma cultura do quanto melhor, melhor, uma cultura ... é a chave para solução de grande parte dos problemas organizacionais.

Em particular tenho começado a olhar para o tema autogerenciamento! Práticas que promovam a cultura de equipes autogerenciáveis. O líder precisa deixar de ser o único responsável pelo sucesso ou fracasso, do projeto, da equipe, do setor e da organização. Todos são responsáveis e devem se sentir assim, ser reconhecidos assim, estar conscientes disso, ...

Boa sorte! Sucesso!

Rodrigo Fagundes disse...

Obrigado, Ticiano!

Tem bastante tempo que não vejo o blog... agora (na verdade, há muito tempo) os posts vão para http://smarana.wordpress.com

Fique à vontade para comentar.